Gotículas Graça - Natal


Gotículas Graça - Natal


Deuses mortos, mas capazes de embeber a alma de ganância
Ilhas de convicções separadas por oceanos de poder
Mundo dividido entre escravos e livres
Fome, doenças, domínios e medo, bandeiras do exército da morte
Não há horizonte, e muito menos esperança
Agrários, suas enchadas ferem as nuvens
Um soluço se faz ouvir, lhes é o último esforço
Deus decide se levantar!
Como no Egito, surpreende a todos
Ele é o segundo Moisés, libertário de seu povo
Seu exército é bem-aventurado, todos pobres de espírito
Sem espada, sem enchada, apenas cavalga montado nas palavras
Ele é o centro, o motivo, a razão, o futuro
Não há livramento, apenas consolo
Não há sobrenatural, apenas solidariedade
Não há futuro salvífico, mas Deus conosco
É NATAL, começou algo paradoxal, extremo e inexplicável
São muitos anos passados, mas e daí...
É como disse Gabriel: " o seu reinado não terá fim"

Rev. Marcos Amaral

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Vai Brasil!

Presidentes do SC - IPB (Todos)

Dia do Diácono