domingo, 28 de fevereiro de 2016

Humilde de Espírito



HUMILDE DE ESPÍRITO

Bem aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus” (Mateus 5.3).

            Estamos acostumados a conquistar. Ensinam-nos a buscar, a ser, a ter. O ser humano está no centro de todo o processo, chamando para si toda a glória. Diferentemente fez João Batista, que reconhecia o quanto dependia do Senhor. Por isso afirmou: “Convém que ele cresça e que eu diminua” (Jo 3.30).
            Mateus 5.3 apresenta a primeira bem-aventurança, que deve ser entendida como característica fundamental daqueles que entram para o reino de Deus.
Aceitar que o humilde de espírito terá o reino dos céus não se harmoniza com o que a sociedade está acostumada a ouvir.
            É atribuída a Agostinho - bispo de Hipona, um dos maiores filósofos e teólogos dos primeiros anos do cristianismo - esta afirmação: “Se você me perguntar qual é o primeiro preceito da religião cristã, responderei: Em primeiro, segundo e terceiro lugar, a humildade.”
            No livro Estudos no Sermão do Monte, D. Martiyn Lloyd-Jones, afirma: “No reino de Deus não existe sequer um participante que não seja humilde de Espírito.”
            “Para Calvino, somente a humildade exalta a Deus como soberano; ela faz parte da abnegação, com o abandono da autoconfiança” (Enciclopédia Histórica Teológica).
            Uma vez que reconhecemos a nossa necessidade espiritual e dependência de Deus, não esperaremos em outro senão no Senhor.

Rev. Mário Lopes

domingo, 21 de fevereiro de 2016

Ética na Família




 ÉTICA NA FAMÍLIA

Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas. (1 Coríntios 6.12)  

            O que podemos fazer e o que não devemos fazer?
            Alguns comportamentos deveriam ser considerados comuns às pessoas. Mas ficamos surpresos quando alguém age com ética e reagimos como se alguma coisa extraordinária tivesse sido feita.
            O texto de 1 Coríntios 6.12 é uma lição sobre o que é conveniente e o que não é. Podemos fazer muitas coisas, mas não devemos fazer todas. A Bíblia na Linguagem de Hoje apresenta a primeira parte deste versículo assim: “Alguém vai dizer: Eu posso fazer tudo o que quero. Pode, sim, mas nem tudo é bom para você”.
            Quando confiarmos que o resultado advindo de uma postura ética é importante para nossas vidas, deixaremos, então, de fazer muitas coisas, fazendo antes as convenientes e, assim, os comportamentos corretos se tornarão comuns às famílias e à sociedade. Muito sofrimento e dor serão evitados. Estas palavras foram atribuídas a Manuel Kant: “Tudo o que você não puder contar como fez, não faça”. 
            Alguém já disse que o melhor lugar do mundo é o centro da vontade de Deus. Deus tem para cada um de nós um encaminhamento. Mas é fundamental que procuremos saber sobre o que o Senhor quer que façamos. Isso redundará em bênção para nós e nossas famílias.  

Rev. Mário Lopes

domingo, 14 de fevereiro de 2016

Mulher Presbiteriana



MULHER PRESBITERIANA
Marcos 16.1-8

            A Igreja Presbiteriana do Brasil não ordena mulher para o oficialato. Mas ninguém tem dúvida do quanto trabalha a mulher presbiteriana. Ela não precisa estar ocupando um cargo para ser atuante.
            Marcos 16.1-8 diz que algumas mulheres foram ao túmulo do Senhor Jesus para embalsamá-lo. Preocupadas com a remoção da pedra, conversavam entre si. Mas para a surpresa delas a pedra já estava removida. E ouvindo que Jesus não estava mais sepultado, receberam a tarefa de levar a seguinte mensagem: “ide, dizei a seus discípulos e a Pedro que ele vai adiante de vós para a Galileia; lá o vereis, como ele vos disse” (v. 7).
            A participação da mulher tem contribuído para o crescimento da igreja. Vemos as que se convertem trazendo o cônjuge e os filhos aos pés do Senhor. No compartilhar com amigos, parentes e vizinhos, na unção do Espírito, convencem sobre o amor de Deus e a salvação.
            Um fato histórico importante relacionado com a ressurreição de Cristo diz que Maria Madalena, Maria mãe de Tiago e Salomé foram as primeiras a receberem a notícia da ressurreição de Cristo. Que privilégio!
            Hoje as mulheres continuam ouvindo o que deve ser transmitido a outrem e seguem anunciando que Cristo vive e reina, oferecendo salvação. Que Deus seja louvado naquilo que as mulheres presbiterianas estão realizando.
           
Parabéns, MULHER presbiteriana!

Rev. Mário Lopes