sábado, 16 de janeiro de 2016

Nossa Oração Reflete Nossa Dependência de Deus?



Nossa Oração Reflete Nossa Dependência de Deus?

            “...regozijai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, na oração, perseverantes...” (Rm 12.12)

            É interessante observar a nossa vida e perceber que nem sempre os nossos desejos refletem a nossa dependência de Deus na oração. Muitas vezes eles refletem a nossa cobiça, o nosso interesse pessoal, os nossos medos e ansiedades.

            Oramos buscando alcançar aquilo que satisfaz a nossa vontade e deixamos de nos colocar nas mãos de Deus para que ele faça em nossas vidas a vontade dele. Buscamos, muitas vezes, manipular Deus com nossas orações e nos iludimos ao pensarmos que, se tivermos uma vontade firme e demonstrarmos em oração um desejo ardente de conseguir alguma coisa, Deus nos ouvirá e atenderá a nossa petição.

            Devemos ser perseverantes na oração, sim, mas para demonstrar que buscamos a Deus porque confiamos nele, em sua fidelidade e em seu poder, para colocar diante de seu altar os nossos problemas aguardando a solução que ele dará, e não impondo a solução que queremos ver realizada.

Que possamos aprender a orar como convém, e que Deus aumente em nós a confiança nele.

Betânia Chiappani
Tesoureira | IPAnil