sábado, 25 de outubro de 2014

O ARREPENDIMENTO PARA A VIDA - Mc:1:14-15



O ARREPENDIMENTO PARA A VIDA

“Depois de João ter sido preso, foi Jesus para a Galileia, pregando o evangelho de Deus, dizendo: O tempo está cumprido, e o reino de Deus está próximo; arrependei-vos e crede no evangelho” (Marcos 1.14-15).
 
            A Bíblia diz que Pedro, depois de negar a Cristo, chorou amargamente. Diz também que Judas deu fim à própria vida depois de trair o Senhor Jesus. O que vai fazer diferença no comportamento de um e de outro, depois das atitudes negativas em relação ao Mestre?
            O texto bíblico acima diz que Jesus pregava, chamando ao arrependimento.
            Voltando à pergunta, o que vai fazer diferença no comportamento de Pedro e de Judas é o que cada um sentiu. Enquanto Pedro se arrepende, Judas sente remorso. O arrependimento é para a vida, já o remorso, não.
            Aprendi que “o arrependido é aquele que, se voltar a ter a oportunidade de cometer o mesmo pecado, nas mesmas circunstâncias, não o faz”. Isso porque o arrependido que crer em Jesus é nascido de novo, tem o pensamento mudado.
            A primeira atitude a ser tomada para que nossos pecados sejam perdoados é a de arrependimento. Isso, pelo que parece, era também o entendimento do apóstolo Pedro, que tendo pregado um sermão, ouvindo os que foram tocados perguntou: “que faremos?” (Atos 2.37-38), e ele mesmo respondeu: Arrependei-vos e cada um de vós seja batizado.
            A igreja Presbiteriana do Anil, em seus 20 anos, prega para o arrependimento do pecador.
           
Pr. Mário Lopes