domingo, 24 de abril de 2016

Os deveres dos Cristãos




DEVERES CRISTÃOS
Mateus 16.24-28

Quando declaramos crer no Senhor Jesus, passamos a ter pela frente um grande desafio: Viver a vida Cristã. Isto implica num comportamento diferente do comportamento do homem natural. Passamos a ter compromisso com Deus e sua igreja.
A igreja elegerá presbítero e diáconos. Quem deve ocupar estes cargos? Se o crente, em geral, tem deveres como membros, quanto mais os oficiais da igreja.
No texto de Mateus 16.24-24, vemos Jesus chamando para um compromisso com ele.
A Igreja Presbiteriana do Brasil estabelece alguns deveres para seus membros. Vejamos sobre eles, com algum comentário: a) Viver de acordo com a doutrina e prática da Escritura Sagrada. Quando vivemos de acordo com a doutrina, aborrecemos quem deseja que contrariemos a Palavra de Deus, mas glorificamos o Senhor.
b) Honrar e propagar o Evangelho pela vida e pela palavra. Todos os cristãos são responsáveis pela proclamação do nome do Senhor, no poder do Espírito Santo, conduzindo assim pessoas para fora da escravidão do pecado, das trevas.
c) Sustentar a igreja e as instituições, moral e financeiramente. A igreja não recebe recursos de fora. Ela mesma gera condições para manter-se. Tem como objetivos o trabalho de evangelização, assistência aos necessitados, etc.
d) Obedecer às autoridades da igreja enquanto estas permanecerem fiéis às Sagradas Escrituras. Toda a autoridade é instituída por Deus. Esse é o principal motivo pelo qual o cristão deve se submeter aos que lideram. A insubordinação não agrada a Deus.
e) Participar dos trabalhos e reuniões da sua igreja, inclusive assembleia. Um fenômeno preocupante é a chamada descristianização, que é o desinteresse pela vida cristã. Nós sabemos, pelas Escrituras, que nem todos os que caminham com a igreja estão comprometidos com o Senhor. Mas sabemos também que, enquanto caminham, são influenciados e poderão viver de acordo com a vida cristã. Por isso devemos lamentar quando alguém deixa de caminhar conosco.
Cumpramos os nossos deveres para a glória de Deus.

Rev. Mário Lopes

domingo, 17 de abril de 2016

Resolvendo conflitos nos relacionamentos familiares



 
RESOLVENDO CONFLITO NOS RELACIONAMENTOS FAMILIARES

Se possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens(Romanos 12.18).

Como estamos respondendo ao mal que nos fazem? A Bíblia ensina que não devemos tornar a ninguém mal por mal. Devemos, antes, esforçar-nos por fazer o bem perante todos (Rm 12.17).
O verso 18, do capítulo 12 de Romanos, ensina que, no que depender de nós, tenhamos paz com todos os homens. Faremos o possível, pois, o impossível, somente Deus pode fazer. Cabe a cada um de nós contribuir para que haja paz. O triste é ver conflitos causados por questões irrelevantes, levando pessoas a viverem desconfortavelmente.
A Bíblia continua ensinando para que possamos criar um ambiente harmonioso. Em Provérbio 15.1, lemos:A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira”. Com qual resultado desjamos conviver? A falta de sabedoria tem levado pessoas a conviverem com furor, ira, indignação. Vemos familia que, como alguém já disse, não é agência do reino dos céus, mas filial do inferno.
Aprendamos a não deixar o mal crescer. Tratemos de resolver questões enquanto são filhotes. Saibamos que nem sempre estamos certos com relação às leituras que fazemos dos acontecimentos. Controlemos o nosso falar e o nossa agir para que haja paz.

Rev. Mário Lopes