O verdadeiro discipulado


O VERDADEIRO DISCIPULADO
Mateus 16.24-28

            Aprendemos a fazer as coisas de um jeito e não questionamos porque a coisa sempre foi feita do modo como fazemos. Os resultados não são bons, mas não nos animamos a fazer de um modo diferente, o que poderia ser a maneira correta de se fazer o que está sendo feito. É mais ou menos assim com o discipulado. Fazemos baseados num programa, mas sem atentar que o modo como fazemos pode não ser o melhor. Devemos, então, aprender que fazer discípulo não é proselitismo (tentativa para converter pessoa a entrarem para a religião). Fazer discípulo vai muito além, como veremos.
            Jesus disse que quem quisesse segui-lo deveria negar a si mesmo, tomar a cruz e ir com ele. Isto significa que quem segue Jesus não pode continuar a mesma pessoa, de quando buscava conforto, fama, poder. Deveria, sim, identificar-se com o Senhor até a morte, se preciso fosse.
            Você que se vê como discípulo do Senhor está seguindo a Cristo? Está engajado na atividade de fazer novos discípulos? Fazer discípulo é mais do que informar, é formar. É ajudar a crescer espiritualmente. E levar a pessoa a se vê ligada a videira, que é Cristo. É fazer pensar sobre o que deve refletir, porque sendo luz, não deve refletir trevas. É levar a pensar na necessidade de ser parecido com Jesus, revelando a santidade de Deus (Lv 10.3).

Pastor

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Presidentes do SC - IPB (Todos)

Dia do Diácono

Agenda