JESUS É O NOSSO REI - Domingo de Páscoa!

Mateus 21.11
            Vivemos a crise da governabilidade. Falta confiança em quem governa. Para a Igreja de Cristo, no entanto, há outro governo, o governo de Cristo, que é o nosso Rei.
            Mateus 21.1-11 apresenta Jesus sendo aclamado Rei. Por onde passaria o Senhor, colocaram roupas e ramos de árvores.
            No tempo de Jesus, quando o Império Romano dominava, Israel esperava um libertador que libertasse o povo nos molde de um guerreiro. Jesus foi rejeitado porque não foi entendido como o grande libertador que é. Mas a libertação que Jesus proporciona é no campo espiritual, principalmente. Como naquele tempo, hoje muitos estão esperando que Jesus liberte mais no campo físico do que no campo espiritual, sem perceber que um reflete no outro. O que vemos ainda no capítulo 21 de Mateus são atividades de Jesus no templo, expulsando os que ali comercializavam e curando enfermos. Ele não ocupou um palácio.
            Jesus quer que estejamos debaixo do seu domínio, mas temos vontade própria, e acabamos nos encaminhando para fazer o que o coração deseja, sem lembrar que “Bendito o homem que confia no SENHOR e cuja esperança é o SENHOR. Porque ele é como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e, no ano de sequidão, não se perturba, nem deixa de dar fruto. Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá?” (Jeremias 17.8-10).
            O “domingo de ramos” é celebrado para lembrar a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém, quando, reconhecido como rei, não foi recebido como tal. Que hoje cada um de nós possa reconhecer e submeter-se ao Rei dos reis, o Senhor Jesus.

       Pr. Mário Lopes

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Presidentes do SC - IPB (Todos)

Dia do Diácono

Agenda