terça-feira, 13 de novembro de 2012

Liderança


Liderança - Conselho da Igreja
Na Igreja Presbiteriana, o sistema de governo na administração é realizado através dos presbíteros docentes (pastores - ministros do evangelho) e regentes (presbíteros eleitos pela igreja).
A Palavra de Deus requer de um presbítero que ele seja esposo fiel, temperante, sóbrio, hospitaleiro, não violento, cordato, não contencioso, não avarento, não neófito ou inexperiente; exemplar, firme na doutrina de sua Igreja, comunicativo, conselheiro, pacificador, piedoso, tolerante, paciente, perdoador, compreensivo, amável, pontual, cumpridor de seus deveres; dizimista, disciplinado, bom pai, bom marido, bom filho. 
É preciso, segundo Paulo, que demonstre ser missionário de seus filhos e bom líder de seu lar. Quem não governa bem a sua casa não se habilita ao governo da Casa de Deus.
O que deve  fazer um Presbítero?
Levar ao conhecimento do Conselho as faltas que não puder corrigir por meio de admoestações particulares. O problema de ordem disciplinar do conhecimento do presbítero tem de ser tratado por ele em particular; auxiliar o pastor nos trabalhos de visitação; instruir os neófitos, consolar os aflitos e cuidar da infância e da juventude; orar com os crentes e por eles; informar o pastor dos casos de doenças e aflições; distribuir os elementos da Santa Ceia; tomar parte na ordenação de ministros e oficiais; representar o Conselho no Presbitério, deste no Sínodo e no Supremo Concílio. 
O bom presbítero é o que é servo dos servos de Deus.

Nossa Liderança (Conselho da Igreja):

Rev. Mário Lopes - Pastor efetivo
Pb. Rodolfo Dias
Pb. Fernando Lopes


Presbíteros em disponibilidade:

Pb. Benni Caldas

Nenhum comentário:

Postar um comentário